Karlstadt (Suécia)

A pequena cidade sueca de Karlstadt serve de passagem para os turistas que vão conhecer a Escandinávia; mesmo assim, não fique no quarto, a cidade tem atrações interessantes até nos próprios hotéis, como esse museu localizado no subterrâneo. Alguns hóspedes 'brincam' entre as antigas celas e os aparelhos 'de tortura'.

    Uma foto antes de perder a cabeça?

    Caminhe pela cidade, ela é pequena e perfeita para se descobrir em poucos minutos.


Lauzanne

A praia na cidade suíça de Lauzanne fica no centro da cidade; já teve até volei na areia.


A catedral Beffroi está aberta para visitação; ela tem os mesmos traços góticos de Notre-Dame, afinal é a atração na suíça francesa.

Montreux

A capital mundial do jazz abriga um dos festivais mais importantes, o Festival de Jazz de Montreux. O vocalista do Queen, Freddie Mercury, morou nesta cidade suíça nos últimos meses de sua vida; em sua homenagem foi inaugurada em 1996 uma estátua na Place du Marché.




Gante

Na Bélgica, Gante é considerada uma das cidades mais importantes da europa medieval; desenvolveu-se a partir da Catedral de São Bavo e da Igreja de São Nicolau, tornando-se centro do comércio e, posteriormente, a primeira região europeia a abrigar a indústria têxtil.

O castelo de Hamlet


Em Helsingor está localizada a fortaleza militar de Kronborg, um castelo mundialmente conhecido como cenário das representações de Hamlet, a tragédia de William Shakespeare; fica na costa da Ilha Zelândia, leste da Dinamarca, 45 km de Copenhague.







Füssen

A pequena Füssen, na Alemanha, é uma daquelas cidadezinhas que a gente se apaixona logo que chega; tem um centro com as ruas estreitas, as construções coloridas e o castelo mais procurado pelos turistas. O Castelo Neuschwanstein, construído pelo rei Ludwig II da Baviera, teria inspirado Walt Disney ao projetar o castelo da cinderela. Qualquer semelhança, então, não é mera coincidência.




Lugano

Na Suíça, Lugano é a cidade da 'parte' italiana; alegre e cheia de pizzarias, um bom passeio no final da tarde é caminhar ao redor do lago. A língua oficial é mesmo o italiano; nada de inglês, francês, alemão...




Gruyère

Sim, a cidadezinha suíça deu origem ao queijo Gruyère; por isso, faça uma parada por lá para tomar um vinho e comer um fondue. Ande pelo centro e visite o Château de Gruyères que, além da arquitetura e história medieval, sempre possui uma mostra especial.





Hallstaat

Na Áustria, a pequena Hallstaat ocupa as montanhas que se tornam as mais visitadas durante o inverno. A cidade é ponto de encontro dos esquiadores no inverno, cheia de pistas para todos os lados.




Rio de Janeiro

A cidade mais turística do Brasil, o Rio de Janeiro é mais do que uma cidade maravilhosa, é um lugar maravilhoso. O estilo de vida carioca está no ar e você fica contagiado logo que entra na cidade. Os pontos mundialmente conhecidos pelos visitantes que querem estar na cidade são parada obrigatória mesmo para os brasileiros. No entanto, para nós, o turismo deve ir um pouco além. É preciso se infiltrar nos locais preferidos dos donos da cidade para ter certeza que você entende, de uma vez por toda, porque devemos conhecer o Rio.





No Cristo você tem a vista geral da cidade, do Pão de Açúcar, Baía de Guanabara, aviões chegando ao Aeroporto Santos Dumont, enfim, observa-se a vida no Rio como Ele...






Conheça a Barra da Tijuca, linda e encantadora. A praia dos meninos do Rio.




 Ipanema (abaixo), Copacabana e Leblon, as praias de visita obrigatória, sacrifício algum !



Öresund


O estreito de Öresund fica entre a Dinamarca e a Suécia e tem uma ponte que é uma maravilha, literalmente. Em Malmo é possível ver, mesmo de bem longe, uma bela imagem da construção e aproveitar uma tarde dourada da escandinava. Se for dirigir na ponte, não marque bobeira, o tráfego de caminhões é intenso. Nós, turistas pacientes, estávamos rodeados de caminhoneiros nervosos! Ruim pra eles ;)


 



A ponte-túnel que liga a Suécia à Dinamarca, a Oresund, é considerada uma das maravilhas da engenharia, pois a parte submersa precisou da criação de uma ilhota, no estreito que leva o mesmo nome, para ligar Malmo e Copenhague por 16km. Ao longe, a ponte "desaparece" no meio do oceano. Não se engane, ela mergulha e vira túnel !


Malmo, Suécia